No interesse dos escrivães de polícia: edital de remoção

Nesta manhã, 01/06/2021, o SINDEP/MG, representado pelo Diretor Jurídico Marcelo Horta, reuniu-se com a Coordenadora Geral da Superintendência de Investigações de Polícia Judiciária, Delegada Carla Vidal, e a Inspetora Geral de Escrivães, Luciene Murta Vilela, tendo como pauta o edital de remoção e a primeira designação dos Escrivães de Polícia em formação na ACADEPOL.

Foi apresentada à Coordenadora Geral da SIPJ a preocupação do sindicato com a realização de um processo transparente, que utilize critérios técnicos e objetivos para estabelecer as condições para a remoção dos Escrivães e, desta forma, reduzir ao máximo as interferências externas, visando ainda garantir aos policiais inscritos ferramentas para acompanhamento do processo de remoção.


A Delegada Carla Vidal e a Inspetora Luciene Murta relataram que tem sido realizado um complexo levantamento das necessidades das unidades policiais e será disponibilizada, junto ao edital de remoção, a lista das vagas por unidade policial.


De acordo com a Coordenadora, o edital de remoção será publicado em breve, antes do término do curso de formação dos novos policiais, que acontecerá no próximo mês. Será criado um sistema eletrônico de cadastro para o pedido de remoção, conforme ocorre com os pedidos de promoção, possibilitando ao policial, escolher através da lista, três possibilidades de remoção, classificadas em nível de prioridades. Em relação à primeira designação dos novos Escrivães de Polícia, o processo será iniciado após a realização das remoções. Também se esclareceu que, a partir dos levantamentos realizados, será possível uma reorganização de demanda de pessoal.


Na oportunidade, o sindicato sublinhou a necessidade de divulgar uma lista de vagas para a designação, com antecedência mínima de 48 horas, para possibilitar aos novos policiais programarem-se, bem como obterem informações sobre as localidades e as unidades para as quais poderão ser designados, conforme os critérios estabelecidos, uma vez que a primeira designação é muito simbólica para o policial.


Essa designação, representará sua primeira experiência na instituição, por isso, possibilitar ao aluno conhecer um pouco da realidade das localidades onde prestará serviços permitirá uma maior segurança para fazer a escolha e evitará frustrações desnecessárias, geradas, muitas vezes, pelo simples desconhecimento das estruturas das cidades.


Por fim, a Coordenadora da SIPJ e a Inspetora Geral de Escrivães reafirmaram o compromisso dessa gestão com a modernização da Polícia Civil, objetivando atender às necessidades da Administração Pública e, ao mesmo tempo, buscar atender as demandas dos policiais.