ENTIDADES DE CLASSE DA BASE REÚNEM COM SECRETÁRIO DE ESTADO PARA APRESENTAR REIVINDICAÇÕES DA CATEGO


Representantes do SINDEP/MG, SINDPOL/MG, AESPOL/MG e ASPCEMG se reuniram hoje (04/02) com o novo Secretário de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, Rogério Greco, para apresentar demandas e reivindicações da categoria.


Dentre as reivindicações das entidades estão:


- Reposição das perdas inflacionárias, Pagamento dos salários no 5º dia útil, Pagamento do 13º salário em dia;


- Pagamento das férias-prêmio com prioridade para aquelas que estão para prescrever e cronograma para o pagamento das demais;


- Concurso público para os cargos vagos na instituição;


- Melhorias para o Hospital da Polícia Civil (ambulatório);


- Intervenções para melhoria nas estruturas das unidades policiais civis, com especial atenção às do interior;


- Capacitação intelectual e operacional dos policiais civis;


- Necessidade de equipamentos de rádio de comunicação nas delegacias e viaturas;


- Aquisição de equipamentos de proteção individual e de trabalho, de acordo com recomendações técnicas e dentro do prazo de validade;


- Fim do tratamento discriminatório dado pelo decreto 47.326/2017;


- Auxílio-saúde;


- Participação das entidades representativas de classe no trabalho de modernização em desenvolvimento pelo CEMA;


- Vacinação para todos os servidores da Polícia Civil, que estão na linha de frente nesse momento de combate à pandemia;


- Imediato cumprimento da Cadeia de Custódia;


- Gratificação por Escolaridade;


- Publicação das promoções e progressões atrasadas e necessidade de reformulação da distribuição de vagas por nível.


O secretário ouviu atentamente o que cada dirigente sindical pontuou e disse irá estudar os pontos da pauta reivindicatória, junto ao subsecretário Jeferson Botelho, que também participou ativamente da reunião.


Greco demonstrou amplo conhecimento da pasta que assume e se dispôs a conversar com o governador Zema sobre as graves deficiências da Polícia Civil, procurando soluções criativas para os problemas apontados.


O presidente SINDEP/MG, Bruno Viegas, ressaltou a situação de abandono vivenciada pelos policiais civis há décadas e frisou a necessidade de grandes mudanças na instituição, que resultem em modernização do fluxo investigativo, bem como na reformulação e valorização das carreiras da base. Na oportunidade, o representante do SINDEP abordou o tema da cadeia de custódia, apontando o que tem sido negligenciado pelo Estado.


Os dirigentes sindicais sugeriram a realização de reuniões periódicas com o secretário, para que seja mantida constante interlocução. Greco concordou e informou que as portas estão abertas para ouvir a categoria policial.


ReinvindicacoesDasEntidadesDeBaseDaPCMG-
.
Download • 2.75MB